terça-feira, 30 de junho de 2009

Encerramento das atividades do primeiro semestre

A partir desta terça-feira, 30, a ASTM entrará em breve período de recesso, retornando as suas atividades normais no próximo dia 13 de julho, segunda-feira, visando, principalmente, a preparação para a quarta etapa do Campeonato Sergipano, individual, que acontecerá no dia 09 de agosto.
A ASTM agradece o apoio da Governo de Sergipe, através da Secretaria de Esporte e Lazer, na pessoa de seu Secretário Maurício Pimentel, da FSTM, da TV Sergipe, da TV Aperipê, da Rádio Jornal, da Rádio 930 AM, do Jornal "O Dia", do Correio de Sergipe, do Jornal da Cidade, dos técnicos, professores, familiares, e, em especial, aos atletas, consumidores de nossos serviços e espera contar com os atuais e novos futuros alunos no reinício de suas atividades.

video

segunda-feira, 22 de junho de 2009

CEPE é campeão da série A









Apesar das tentativas esboçadas pelas várias equipes da ASTM, e depois de uma final com confrontos muito disputados entre Luiz Xavier (CEPE) 3 x 2 Marcus Nascimento, e Pedro Diniz (CEPE) 3 x 2 Murilo Souza, a representação do CEPE sagrou-se campeã invicta do primeiro turno do Campeonato Sergipano, para a alegria de seu capitão Carlos Cavalcanti que selou a vitória ao derrotar Daniel Valadão, com maior facilidade.
Completaram o podium mais duas equipes da ASTM, composta respectivamente pelos irmãos Guido e Danilo Borges, além de Francisco Corumba, e por fim, a integrada por Erick Souza, Thiers Menezes e Diego Oliveira.
Resta a todos treinar para os próximos torneios, a exemplo da 4ª etapa individual, a realizar-se no próximo dia nove de agosto.



video

domingo, 21 de junho de 2009

ASTM é campeã invicta da série B




A equipe da ASTM formada por André Barreto, Lucas Aguiar e Gerson Aragão sagrou-se campeã invicta do 1º turno da série B do Campeonato Sergipano, para a alegria de seu técnico Guido Borges, após derrotar na final, por 3 a 1, a equipe do Amadeus, integrada por Jorge Hora, João Paulo e Luan Brito, e na semi-final a equipe do Master, composta por Matheus Fontes, Lucas Pinheiro, e Lucas Aragão, ambas treinadas pelo técnico Murilo Souza.

Completou o podium a equipe da ASTM que reuniu Roberto Hsu, Léo Viana e Neto Monteiro, derrotada na semi-final, por 3 a 1, pela equipe do Amadeus.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

REGULAMENTO CAMPEONATO SERGIPANO EQUIPES

O Campeonato Sergipano por Equipes (clubes) constitui-se numa competição onde os clubes serão representados por seus atletas em equipes. Será promovida pela Federação Sergipana de Tênis de Mesa, e disputada nas adequadas instalações da Academia Sergipana de Tênis de Mesa, localizada na Rua Vereador João Calazans, 452, próximo ao espaço cultural do Yázigi, no bairro 13 de julho, Aracaju, a mais adequada instalação apta a sediar torneios em âmbito estadual, em decorrência de contar com quatro mesas de igual natureza e qualidade, que se encontram permanentemente armadas, dotadas de redes e suportes correspondentes, integralmente separadas por anteparos, e disponível para a realização do evento nas datas previamente agendadas.

Art.1º-DESENVOLVIMENTO:

1.1 - A competição será composta de dois turnos.
Não haverá ranking como no campeonato sergipano individual. A equipe que vencer os dois turnos sagrar-se-á campeã da competição. Caso sejam equipes diferentes, ocorrerá um confronto final entre as 2 equipes para ser definida a equipe campeã por equipes de 2009.


DATAS:

20/06/2009 a 21/06/2009- CAMPEONATO SERGIPANO EQUIPES -1ª ETAPA

31/10/2009 a 01/11/2009- CAMPEONATO SERGIPANO EQUIPES -2ª ETAPA


26/12/2009- CAMPEONATO SERGIPANO EQUIPES -FINAL-


1.2. – O campeonato sergipano por equipes será disputado em duas ou três séries:Série A, série B, série C.

Art. 2º - INSCRIÇÕES:

O valor de inscrição do Campeonato Sergipano por Equipes será de R$ 50,00 (cinquenta reais) para cada equipe inscrita, que contará com o número único de 3 atletas.

2.1 – O pagamento da inscrição do Campeonato Sergipano por Equipes deverá ser realizado na sede da Academia Sergipana de Tênis de Mesa (ASTM). * O prazo para o encerramento das inscrições termina as 18 h. da quinta-feira imediatamente anterior à realização de cada etapa.* A equipe que não estiver em dia com o pagamento da taxa de inscrição não poderá participar da etapa.

Art. 3º - FORMA DE DISPUTA:

3.1 – Primeira Fase:Através de chaves, consoante o número de equipes inscritas, classificando-se 02(duas) equipes por chaves para a 2ª fase;

3.2 – Segunda Fase:Eliminatória simples, através do cruzamento da 1º de uma chave contra a 2º de outra chave. Depois as vencedoras vão se cruzando até a final.

3.3 – A distribuição dos atletas nas chaves será realizada de acordo com a média da pontuação dos 3 atletas de cada equipe no ranking sergipano, as melhores equipes serão as cabeças, as 2as. melhores serão as 2as. das chaves e assim por diante.

Exemplo: Equipe A formada por Péricles (2210), Lucas (2810), Thomas (1880)
Pontuação da Equipe- 2300
Equipe B formada por Pedro (2610), Carlos C. (2210), Luis C. (2460)
Pontuação da Equipe- 2427

A equipe B tem maior pontuação que a equipe A.


Art. 4º - O JOGO:


4.1 – Todos os jogos serão disputados no sistema abaixo especificado:
Equipe 1 x Equipe 2
A x X
B x Y
C x Z
A x Y
B x X
Obs: nesse sistema não haverá disputa em duplas, o confronto será entre as 3ªs. forças de cada equipe que estão representadas acima como “C” e “Z”.


4.2 – Será disputado em 5 sets contínuos, excetuando-se que os atletas têm direito a:· Um intervalo de um minuto entre os sets de uma partida;· Rápidos intervalos para uso da toalha a cada 06 (seis) pontos totalizados pela soma dos placares dos oponentes;· O atleta ou técnico poderá ter um pedido de tempo de 01 (um) minuto durante o jogo.

Art. 5º - CRITÉRIOS DE DESEMPATE:Parágrafo Único: Os empates ocorridos entre 3 (três) ou mais equipes serão decididos pela apuração dos resultados obtidos entre os envolvidos, utilizando-se, para tanto, a seguinte fórmula:Partidas pró(partidas pró + partidas contra)a) Perdurando o empate, usar-se-á o mesmo critério em relação aos sets e / ou pontos, nesta ordem. Não havendo o desempate, decidir-se-á o vencedor por sorteio.b) Se os empates registrarem-se apenas entre 2 (duas) equipes, a decisão dar-se-á com base no resultado do confronto direto entre ambos as equipes.


Art. 6º- TRANSFERÊNCIA DE ATLETAS
Será permitida a transferência de atletas independente da equipe e do clube que pertença. A transferência devera ser efetivada entre o primeiro e segundo turno da competição e limitada a apenas 1 atleta por equipe. No confronto final não será permitido mudanças, sendo a equipe escalada necessariamente a mesma que disputou o segundo turno do campeonato.

Art. 7º - PREMIAÇÃO:
7.1- Nos turnos:

Série A
Troféu para a equipe campeã e medalha para os atletas, troféu para a equipe vice-campeã e medalha para os atletas, e medalhas para os 3ºs colocados.

Série B e C
Troféu para a equipe campeã e medalha para atletas e medalhas para o 2ºs e 3ºs colocados.


7.2 - No final do Campeonato Sergipano por Equipes:
Troféu para a equipe Campeã de cada Série.

Art. 8º - PENALIDADES:

8.1 - As punições serão as seguintes, progressivamente:1. Perda de Pontos;2. Perda de Sets;3. Perda de Partidas;4. Desclassificação;5. Suspensão;6. Expulsão.

8.2 – Infrações mais comuns:Atrasar o andamento do jogo;(Ex: pedir para usar a toalha fora do momento permitido)Receber instruções fora do tempo autorizado;Gritar, falar palavrões ou palavras de duplo sentido;Provocar o adversário inclusive com gritos de “incentivo próprio”;Discutir com qualquer um no recinto dos jogos;Xingar qualquer um no recinto dos jogos;Agredir verbal ou fisicamente qualquer um no recinto dos jogos.A reincidência terá punição progressiva como listado no Parágrafo

8.1.A sinalização da punição será feita através dos cartões amarelo e vermelho. A punição inicial será a perda de 01 (um) ponto.A aplicação da penalidade será dobrada a cada reincidência no mesmo jogo.As punições para os técnicos e para os organizadores do Campeonato Sergipano serão deliberadas pela Comissão Disciplinar do Evento (J. Guido Borges, Valdir Nascimento e Marcos Monteiro).Será também encarregada de julgar os casos não resolvidos pelo Coordenador de Arbitragem ou Recurso impetrado por Atleta ou Técnico.O prazo para pronunciar a decisão será de 2 (duas) semanas.O espectador que contrariar a disciplina do evento será convidado a retirar-se do recinto.

8.3 – A equipe que por qualquer motivo, deixar de completar a sua programação de jogos, ou seja perder por W x O , terá todos os seus confrontos anteriores e futuros tornados sem efeito, restando eliminado da etapa.

* O w x o é quando a equipe não comparece na mesa de jogo até 15 (quinze) minutos no 1º jogo ou 05 (cinco) minutos nos demais jogos, depois de chamado o seu jogo.

8.4 - Não será aceita, em hipótese alguma, a utilização de palavrões, agressões físicas / verbais ou intelectuais, claramente acintosas ou debochadas por parte dos atletas, técnicos e / ou equipe de apoio durante as etapas, mesmo que fora da área de jogo, bem como não será permitido que os atletas fiquem sem uniforme no local da competição.

8.5 - A disciplina dos atletas, técnicos e equipe de apoio, será acompanhada de perto por ambas as partes envolvidas na organização desse evento, a fim de manter o bom nome do Tênis de Mesa e o respeito ao princípio esportivo de competição.


Art. 9º - A BOLA:

9.1 - A bola será laranja, de 40 mm *** DHS

9.2 - Em caso de impossibilidade de usar a bola pré-determinada, a comissão organizadora providenciará outra dentro das possibilidades.

Art. 10º - O UNIFORME DE JOGO:

10.1 - O uniforme completo consta de: uma camisa de qualquer cor diferente da bola do jogo e de mangas curtas, um short ou saia acima dos joelhos, e tênis. No Campeonato Sergipano por Equipes será exigido que os atletas de mesma equipe se apresentem com camisas idênticas e com a representação do seu clube pintado ou bordado na mesma.

10.2 - O uniforme deve ter uma cor predominante. Esta cor não poderá ocupar menos que 70% (setenta por cento) da área total da cada peça do vestuário, (a exceção do tênis), e ser diferente da cor da bola do jogo.

10.3 - O número de cores do uniforme não poderá ser superior a 03 (três) cores sólidas e diferentes entre si. Cores fluorescentes não serão admitidas.

10.4 - Não será permitida a participação dos atletas nos jogos e na premiação sem estarem uniformizados de acordo com este regulamento.


* O uniforme pode ter logotipo de um colégio, clube, empresa, etc., desde que esse logotipo não contenha palavras, frases ou qualquer intenção claramente provocativa ou de decoro duvidoso.


Art. 11º - A RAQUETE:

11.1 – A raquete pode ser de qualquer tamanho, forma ou peso e deve ser constituída de madeira natural em, ao menos, 85% do total da mesma.

11.2 – O(s) lado(s) usado(s) para bater na bola deve(m) ser coberto(s) de borracha com pinos para fora, tendo uma espessura máxima de 2 mm, ou por uma borracha “sanduíche” composta de borracha mais esponja, com pinos para fora ou para dentro, tendo uma espessura máxima de 4 mm compreendendo borracha mais esponja.

11.3 – O lado não usado para bater na bola deve ser manchado de cor diferente da borracha e só pode ser vermelho vivo ou preto.

11.4 – O(s) lado(s) da raquete que golpeia(m) a bola só podem ter duas cores: preto e / ou vermelho vivo.

11.5 – Não é permitido jogar com o lado sem cobertura de borracha e que cumpra o critério abaixo.

11.6 – Não será permitida a troca de raquete durante a realização de uma partida, exceto se esta sofrer danos irreparáveis, ocorridos unicamente por acidentes ao longo do jogo e se autorizado pelo arbitro do jogo.* O atleta só poderá usar borrachas que ostentem a marca do fabricante bem claramente e o selo de aprovada pela ITTF. Além disso, devem ser inspecionadas pelo árbitro. Este pode vetar a participação de um atleta se constatar irregularidades no equipamento utilizado.

Art. 12º - HORÁRIO DE ÍNICIO DAS ETAPAS:
Série C: dia 20, 8 horas as 12:00
Série B: dia 20, 14:00 as 20:00
Série A: dia 21, 8:00 as 12:00, 14:00 as 18:00

Art. 13º - COMERCIALIZAÇÃO
Os vendedores interessados em comercializar nas dependências da Academia Sergipana de Tênis de Mesa, durante a realização das etapas individuais, do torneio "Rei de Sergipe", e do campeonato por equipes, deverão pagar uma taxa de R$ 20,00 (vinte reais) por etapa, e de igual importância pelo "Rei de Sergipe", bem como por cada etapa do campeonato por equipes, a ser revertida, igualmente, à Federação Sergipana de Tênis de Mesa e à Academia Sergipana de Tênis de Mesa, co-organizadora e sede do evento.
* A Academia Sergipana de Tênis de Mesa, em razão de disponibilizar a logística para a realização do evento, que inclui depreciação em decorrência do desgaste das instalações, despesas com água, energia elétrica, material de limpeza, contratação de faxineiro, dentre outras, restará isenta do pagamento da taxa à Federação.
Parágrafo Único: Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora:Guido de Paula Ribeiro Borges – 9973-0452 –, guidoprb@hotmail.com; www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=4649036; www.astm.hd1.com.br, Vice-presidente da FSTM.
Murilo Marcel Aragão de Souza – 9924-6429;Marcos Roberto Gentil Monteiro – 8807-1971 – monteiromarcos@hotmail.com; http://www.academiastm.blogspot.com/; Presidente da FSTM.Maiores informações também poderão ser obtidas na Academia Sergipana de Tênis de Mesa localizada na Rua Vereador João Calazans, 452, próximo ao espaço cultural do Yázigi, no bairro 13 de julho, Aracaju, e com os organizadores do evento acima nominado.